Ter filhos ou não ter? Adote um cãozinho!

0
  • 29 abril 2015
  • Lorenna Bastos
  • Tags: ,
  • Calma! Não estou desaconselhando o casal a não ter filhos...Pelo contrário, até porque um dos meus grandes sonhos é ser pai, minha esposa sabe disso, mas reformularia minha sentença para a seguinte máxima: Antes de ter um filho, adote um cãozinho...
    Ok, você pode até comprar, não vou entrar neste mérito, mas desde que você crie com dedicação e amor, ele passa ser um membro da família e há quem o chame até de filho/filha.
     
    Isso desperta na pessoa que cuida, um senso de responsabilidade muito grande, pois para todo pai ou mãe que se preze, deverá cumprir uma série de compromissos: Vacinas, banho, comida, água, passeios, remédios, consultas...Não tem jeito! Você querendo ou não passa a ter um filho de quatro patas. Isso passa até pelo orçamento doméstico, pois filho que é filho mesmo que seja por bem, gasta uma boa parcela da sua renda.

     -
    Pesquisas científicas, até de conceituadíssimas universidades, tanto de Harvard até Massachusetts Ohiooooo comprovam a ligação mais do que afetiva do ser humano com o seu melhor amigo, o cão. Isso aproxima e até poderia dizer que "humaniza" estes animais, compartilhando de sentimentos como ciúmes, tristeza, alegria, exibicionismo, por aí vai...

    No nosso caso, adotamos uma cã, como a "mãe" dela mesmo gosta de chamar. Passamos por todas estas experiências descritas acima e confesso queridos leitores, estamos passando por alguns problemas na educação dela...Penso até em escrever uma carta para a Supernanny. Canso de conversar com ela, mostrar o caminho certo da vida, erros e acertos que tive para que ela não sofra as mesmas coisas, e o que ela faz? Enche de mordidas o meu calcanhar e panturrilha...Isto quando ela não fica me olhando me achando um grande careta.

    Apesar de me tirar a paciência as vezes, não há como não amar. Isso tudo vale à pena e te credencia à vida de pai e mãe de uma criança. É um exercício de vida!

    Hawston Pedrosa, o marido.

    0 comentários :

    Postar um comentário